Comércio eletrônico internacional: desafios para empreendedores online

Comércio eletrônico internacional: desafios para empreendedores online

O avanço da telecomunicação revolucionou o mundo dos negócios com a expansão do comércio eletrônico internacional.

Por força da internet as barreiras foram rompidas e o mundo dos negócios agora envolve, literalmente, o mundo todo.

Por isso muitas empresas vêm apostando “além das fronteiras”, atuando no ambiente online.

Porém, conquistar consumidores estrangeiros não é tão simples.

Exige um bom planejamento estratégico e a observância de novas regras.

Apesar de ser uma excelente opção, são muitos os desafios enfrentados pelos empresários que desejam investir no comércio eletrônico internacional.

Quer saber quais são e como enfrentá-los? Confira

Logística no comércio eletrônico internacional

Trabalhar com e-commerce no estrangeiro demanda especial atenção dos empreendedores.

Principalmente no que diz respeito às questões de logística.

Afinal, o transporte de mercadorias é bem mais complexo e demorado.

Se a logística não for bem planejada, você pode “perder” produtos ou insumos, por exemplo, por erro de acondicionamento etc.

Também é comum sofrer com o encarecimento — o transporte deve ser pensado e estruturado para não ser moroso, nem tampouco elevar excessivamente o preço.

Burocracia aduaneira

Um dos maiores problemas enfrentados pelas empresas brasileiras que investem no comércio eletrônico internacional é a elevada burocracia.

Se a burocracia no comércio interno pode ser desgastante, operar no comércio exterior tende a ser ainda mais burocrático.

Afinal, além da legislação nacional, as empresas precisam observar normas estrangeiras etc.

Com a expansão da internet, as demandas tornaram-se mais frequentes e distribuídas, o que eleva a malha de atuação das empresas e, consequentemente, aumenta os níveis de preocupação aduaneira.

Na hora de comercializar com o exterior, portanto, tenha especial atenção às questões burocráticas, pois o descumprimento das exigências legais pode ocasionar multas e taxações indevidas, além da retenção de cargas etc.

Contar com boa assessoria aduaneira pode ajuda a evitar problemas e custos desnecessários.

Tributação no comércio eletrônico internacional

Os tributos também constituem desafio para os empreendedores do comércio exterior.

Afinal, nessas operações haverá tributação tanto no Brasil e no estrangeiro.

O impacto dos impostos pode elevar o preço das mercadorias e diminuir a competitividade no mercado internacional.

Além disso, o cálculo de imposto mal feito pode inviabilizar o negócio, gerando problemas como multas e juros.

Por isso, é importante ficar atento às normas aduaneiras e às regras tributárias brasileiras e do exterior.

Dificuldades no controle de qualidade

Manter um padrão de qualidade adequado ao mercado internacional pode ser um desafio difícil.

Afinal, para manter-se competitivo, é essencial que as entregas sejam bem-avaliadas pelos usuários.

Isso demanda das empresas a implementação de programas de qualidade, certificações internacionais etc.

Além disso, alguns países mantém órgãos oficiais para controle de qualidade – como o Inmetro no Brasil – o que pode trazer problemas com fiscalização.

Atendimento ao cliente estrangeiro

Se você já explora o e-commerce no território nacional, sabe que o sucesso no mercado depende também do atendimento ao cliente.

Ele deve ser rápido e eficaz na solução de dúvidas e problemas.

E no cenário internacional não é diferente.

Todavia, a eficiência do suporte ao consumidor exige ainda mais atenção e cuidado.

Além do suporte eletrônico bem estruturado, é necessário que os atendentes estejam preparados para lidar com consumidores estrangeiros.

Os profissionais responsáveis pelo suporte ao cliente devem dominar o idioma, bem como conhecer os costumes e padrões de consumo etc.

*

Mesmo diante de tantos desafios, é possível obter sucesso no comércio eletrônico internacional.

Mas, para isso, é necessário estar extremamente atento à legislação nacional e estrangeira.

Contar com uma equipe de profissionais qualificados que possam lhe dar boas orientações ajuda a evitar gastos indevidos com tributação e transtornos decorrentes do descumprimento das normas.

***

Agora que já sabe os principais desafios do comércio eletrônico no estrangeiro, confira se a sua empresa precisa de uma assessoria internacional.

Se você quer entender melhor os impactos da tecnologia no seu negócio, não esqueça de acompanhar nossas publicações: siga-nos nas redes sociais e compartilhe o conhecimento!